Rachaduras: como resolver o problema?

São vários os fatores que podem causar uma rachadura na parede, por isso é sempre bom entender a causa para saber se o problema é estrutural ou superficial. Primeiro é preciso entender se a abertura é uma fissura, trinca ou rachadura para entender a gravidade.

  • Fissuras: são as mais comuns e menos perigosas, geralmente são aberturas superficiais e, na maioria das vezes, causam danos apenas no acabamento. São bem finas e extensas, mas é preciso atenção. As fissuras são os primeiros indícios de uma rachadura, então é essencial ficar de olho na evolução.
  • Trincas: são rupturas mais profundas (de 1 a 3 mm). É possível identificar uma trinca de longe, diferente das fissuras, essas podem comprometer as estruturas de pilares, vigas e lajes. Ao identificarmos uma trinca os cuidados devem ser redobrados.
  • Rachaduras: são grandes buracos na parede, com espessura bem mais aberta, superior a 3mm. Neste caso, é necessário o acompanhamento de um profissional qualificado para resolver o problema, pois toda a estrutura já pode estar danificada.

Causas

  • Excesso de peso – o aparecimento repentino dessas falhas na estrutura pode estar relacionado ao excesso de peso sobre a laje, utilização de materiais de baixa qualidade (no caso de trincas) e até mesmo problemas na construção.
  • Retração do concreto ou da argamassa, dilação provocada pelo uso de materiais diferentes, ou devido à exposição ao sol e às vibrações provocadas pelo tráfego intenso de veículos próximos à construção.
  • As infiltrações ou vazamentos também são grandes causadores de rachaduras. É importante verificar se o local possui algum tipo dessas alterações, evitando comprometer ainda mais a estrutura do imóvel.

Recuperação

  • Em casos mais simples, a reforma pode ser feita da seguinte forma: com uma espátula em formato de “V” abrimos toda a extensão da rachadura, raspamos a tinta das laterais e limpamos a superfície para evitar o surgimento de bolhas. Para preencher a trinca utilizamos uma massa acrílica para vedação. Após essa etapa, aplicamos uma tela veda trinca, cobrimos com massa corrida, lixe e finalizamos com a tinta.
  • Em casos de rachaduras maiores é preciso abrir um pouco mais a fenda, encaixar uma tela de aço (semelhante às usadas em galinheiros) e cobrir com massa de areia lavada com cimento. Nestes casos, a tela deve ficar abaixo do nível da parede para que o acabamento fique bem nivelado. Posteriormente a parede é lixada e, após aplicar a massa corrida ou o selador, lixada novamente para receber a tinta.

Prevenir

Alguns cuidados são essenciais para evitar o surgimento de rachaduras ou trincas na parede. No caso de imóveis ainda na fase de construção, a recomendação é molhar bem a superfície onde será aplicada a massa do revestimento. Além disso, é imprescindível a utilização de materiais de qualidade.

Em imóveis já construídos, a dica é limpar regularmente a parede, especialmente nos dias quentes, permitindo a circulação do ar no ambiente interno.

As rachaduras nas paredes são bastante comuns, mas não podem ser ignoradas, um problema superficial pode se tornar um risco mais grave. Por isso, é sempre bom ficar atento à estrutura da sua casa e corrigir qualquer sinal de trinca que aparecer

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quem trabalha com reforma ou construção civil está sempre atento às mudanças de mercado. Por isso, desde 2005, a Ferreira Costa criou o clube do profissional, para capacitar os profissionais sobre as atividades tendências através de cursos e oficinas gratuitos.

Copyright © 1884-2020  ·  Ferreira Costa LTDA CNPJ n.º 10.230.480/0019-60  ·  Av. Mal. Mascarenhas De Morais, nº 2629/2967  ·  Imbiribeira, Recife, PE, CEP 51150-090