Escolha bem os fios e cabos para o sistema elétrico e não tenha dor de cabeça

Você sabe quais os tipos de fios e cabos que são fundamentais para um sistema elétrico? Durante uma obra, o técnico eletricista é o profissional mais indicado para lidar com essa área, mas nem sempre ele é o responsável pela compra dos produtos. Por isso, faz-se necessário entender quais são os tipos de fios e cabos existentes para cada ambiente.

Os tipos de fios e cabos são diferenciados pela resistência à corrente elétrica, milimetragem e cor. A escolha desses produtos depende da necessidade do projeto. Escolher bem impede que tenha problemas como curtos-circuitos, quedas de energia ou eventuais incêndios.

Cabo flexível e cabo rígido

Ambos são feitos de fios de cobre e isolados em PVC. Eles são usados em várias instalações elétricas (como casas, indústrias, estabelecimentos comerciais, entre outras). Os mais comuns são os que têm a espessura de até 750V e até 1000V. Lembrando que quanto maior a espessura do PVC, maior a capacidade que ele tem para isolar a tensão elétrica.

Já os cabos flexíveis são mais simples de manuseio, considerando que eles deslizam nos eletrodutos, facilitando a instalação. São feitos com fios mais finos que os rígidos e podem ser até dobrados. Possuem tamanhos de bitola que variam de 1 mm² a 25 mm², podendo chegar a 300 mm². Os rígidos, por sua vez, são construídos a partir da união de fios de cobre que são torcidos e possuem uma seção nominal de até 35 mm².

Fio sólido

Feito de cobre e PVC 750V. Mais utilizado em quadros elétricos, tomadas, chuveiros e em instalações industriais consideradas mais simples. A diferença que possui para o cabo flexível e cabo rígido é a respeito da sua flexibilidade.

Como o nome sugere, não deve ser dobrado. Se o fio se romper, a corrente elétrica é paralisada. Por isso também que os fios sólidos não são tão queridos entre os clientes. Geralmente são solicitados pelos profissionais que queiram utilizar este tipo.

A bitola (ou seja, a espessura do fio) deles varia de 1,5 mm² até 10 mm². Quanto maior a bitola, maior a corrente elétrica que o fio suporta.

Cabos PP

Muito utilizado para ligações feitas em eletrodomésticos, como aspiradores de pó, e outros aparelhos, como furadeiras. Formados por condutores de fios de cobre, os cabos PP possuem esse nome por possuírem duas capas de PVC, uma envolta na outra, tornando-as, assim, resistentes.

Eles também fazem parte da decoração através de luminárias que ficam pendentes. As medidas da bitola podem variar de 1 mm² a 10 mm².

Paralelos

Os cabos paralelos são recomendados para aparelhos pequenos e portáteis, como abajures. Eles são considerados flexíveis e sua espessura pode variar entre 2×0,5 mm² a 2×4 mm².

Tenha muito cuidado na hora de escolher os fios e cabos elétricos para cada instalação. Evite dor de cabeça e peça sempre a ajuda de um profissional na hora da instalação.

Related Articles

Responses

Deixe um comentário para Joselito Cavalcante da Silva Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem trabalha com reforma ou construção civil está sempre atento às mudanças de mercado. Por isso, desde 2005, a Ferreira Costa criou o clube do profissional, para capacitar os profissionais sobre as atividades tendências através de cursos e oficinas gratuitos.

Copyright © 1884-2020  ·  Ferreira Costa LTDA CNPJ n.º 10.230.480/0019-60  ·  Av. Mal. Mascarenhas De Morais, nº 2629/2967  ·  Imbiribeira, Recife, PE, CEP 51150-090