Como tornar a construção mais objetiva e sem gastos excessivos

Todos sabem que realizar uma obra exige muito esforço físico e diversos materiais. Com isso, é natural que os custos fiquem elevados e fique cansativo tanto para o cliente quanto para quem estiver trabalhando na obra. Pensando nisso, separamos algumas dicas para que a construção seja objetiva e nem o construtor nem o cliente se prejudiquem com perdas de materiais.
A primeira – e mais importante – é sempre definir o limite orçamentário para a construção. A determinação desta primeira etapa vai impactar em todo o processo da obra. Indique ao seu cliente a elaboração de uma planilha de custos para que tudo que foi planejado consiga ser pago até o final da obra.
A segunda é optar pelos materiais bons e econômicos. É fundamental que você explique ao seu cliente que a cotação de valores dos produtos em mais de uma loja o ajuda a economizar. Com isso, ele encontrará materiais que não são tão caros e que apresentam boa qualidade. Não é necessário escolher produtos mais caros para ter um bom resultado. Opte sempre pelos que você já conhece e confia. Isso passará mais confiança para a pessoa que o contratou.
Um outro ponto que deve ser destacado é a definição de um cronograma! O cumprimento da obra por etapas é fundamental para a agilidade do trabalho. Fazer vários serviços ao mesmo tempo pode ser prejudicial tanto para o trabalhador quanto para o cliente. Isso pode prejudicar o planejamento que é realizado em cima do orçamento e do tempo que será gasto para a conclusão. A ideia é que o essencial tenha prioridade, como as partes elétrica e hidráulica. Só depois os outros tópicos devem ser abordados. Um de cada vez.
Voltando a falar de preços, os itens que são usados nos acabamentos, como pisos, luminárias e tintas, podem apresentar valores diversificados. Um planejamento correto fará com que o cliente não gaste tanto com produtos caros e, consequentemente, trará mais credibilidade ao profissional, que deve sempre indicar o material correto de acordo com a condição financeira do solicitante.

 

E, finalmente, o armazenamento dos materiais, como ferragens, areia e cimento, ajuda a manter a segurança durante a obra e evita gastos posteriores para correção. O trabalhador precisa, também, manter todas as ferramentas utilizadas bem protegidas para evitar acidentes (especialmente quando o cliente tem criança ou animal de estimação).
É importante também ter uma proteção de agentes naturais como o sol, a chuva, a maresia, entre outros, para que danos à obra não sejam gerados.
Com todas essas dicas é possível garantir um resultado satisfatório ao cliente. Um bom planejamento otimiza o tempo da obra, previne surpresas negativas, evita desperdício de materiais e, consequentemente, economiza recursos financeiros.

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem trabalha com reforma ou construção civil está sempre atento às mudanças de mercado. Por isso, desde 2005, a Ferreira Costa criou o clube do profissional, para capacitar os profissionais sobre as atividades tendências através de cursos e oficinas gratuitos.

Copyright © 1884-2020  ·  Ferreira Costa LTDA CNPJ n.º 10.230.480/0019-60  ·  Av. Mal. Mascarenhas De Morais, nº 2629/2967  ·  Imbiribeira, Recife, PE, CEP 51150-090